30/10/2020

Coren-MA encaminha denúncia para o CRM-MA contra Kayke Paiva por insultos no instagram  

Abertura de processo ético disciplinar contra Kayke Paiva

A Junta Interventora do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) no Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão (Coren-MA) informa que, na tarde desta quinta-feira (29), solicitou ao Conselho Regional de Medicina do Maranhão (CRM-MA) a abertura de processo ético disciplinar contra Kayke Paiva, médico que proferiu insultos à profissão de Enfermagem por meio de redes sociais. O Coren-MA vem tomando todas as medidas cabíveis contra Paiva.

Wilton Patricio, presidente do Coren-MA, Conselheira Kheila Passos e o presidente do CRM-MA, Abdon Murad

O presidente do Junta Interventora, Wilton José Patrício, classificou como inaceitável e repudia todo e qualquer tipo de insulto que desvalorize o exercício dos profissionais de Enfermagem.

“É inaceitável o nível de desinformação que leva um cidadão a desrespeitar com tamanha ignorância os profissionais de Enfermagem. Em nenhuma circunstância devemos admitir agressões com essas que desestabilizam emocionalmente os profissionais”.

Nesta tarde (29), foi protocolado uma denúncia junto aos órgãos competentes para que o médico responda sobre essa atitude nas redes sociais para com os profissionais de Enfermagem.

Ofício encaminhado para o CRM-MA:

 

 

Leia abaixo, na íntegra, a Nota de Redúdio

 

A Junta Interventora do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) no Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão (Coren-MA) vem a público manifestar seu total repúdio às declarações e ataques proferidos pelo médico Kayke Paiva em rede social, os Stories agridem e menosprezam a atuação do exercício dos profissionais de Enfermagem.

Reiteramos também que, devido à pandemia, situação que deixou em tamanha evidência a profissão de Enfermagem para o mundo, em razão da posição que esse profissional ocupa na linha de frente no combate à covid-19, receber ataques desta natureza demonstra o quão desinformado este cidadão é para a sociedade.

Repudia-se, também, a participação de uma profissional de Enfermagem em um episódio tão lamentável quanto esse, que deveria demonstrar a importância da Enfermagem.

Por fim, o Coren-MA reitera seu repúdio às declarações do profissional médico Kayke Paiva, que desconhece os limites de sua atuação e afirma que tomará medidas cabíveis que o caso requer.

 

ASCOM/COREN-MA

Texto: Rafaelly Barros – Jornalista e Assessora de Comunicação

E-mail: ascom1@corenma.gov.br