01/12/2021

COREN-MA participa de Seminário de Enfrentamento ao Câncer

O evento foi coordenado pelo deputado Hildo Rocha e foi promovido pela Comissão Especial de Acompanhamento às Ações de Combate ao Câncer no Brasil.

Os Conselheiros do COREN-MA estiveram presentes ao seminário “Situação atual e tratamento do câncer no Estado do Maranhão”. O evento, que aconteceu no dia 29/11, foi coordenado pelo deputado Hildo Rocha e foi promovido pela Comissão Especial de Acompanhamento às Ações de Combate ao Câncer no Brasil, da Câmara Federal, colegiado presidido pelo deputado Weliton Prado. Representando o COREN-MA: Presidente ENF. José Carlos Júnior, Diretora ENF. Kelly Inaiane, os Conselheiros ENF. Beatriz Gomes, ENF. Telciane Rios, TE. Itamar Moraes, ENF. João Marinho, ENF. Livia Bustamante, TE. Francisca Inácia, TE. Taíse Beleni, a TE. Andreia Sonaira, e o assessor jurídico, Frederico Carneiro.

 

Além dos deputados federais Hildo Rocha, Gyldenemir, Elizabeto Gonçalo e Weliton Prado, também participaram do evento o prefeito de São Luís, Eduardo Braide; o senador Weverton Rocha; os deputados estaduais César Pires e Arnaldo Melo; o Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula; o Presidente do Conselho Estadual de Enfermagem (Coren), José Carlos Costa Araújo Júnior; a diretora do Hospital do Câncer do Maranhão (Hospital Geral), Ana Carolina Costa Marques e o diretor do Hospital Aldenora Bello, Antonio Dino Tavares. Profissionais do setor, secretários municipais de Saúde e vereadores também prestigiaram o seminário que aconteceu no auditório Neiva Moreira, na Assembleia Legislativa.

A Comissão Especial de Acompanhamento às Ações de Combate ao Câncer no Brasil, foi criada, em junho deste ano, com o objetivo de aprofundar os debates acerca do tema e fazer o acompanhamento do acesso ao diagnóstico e ao tratamento da doença, e lutar pelo cumprimento da legislação sobre a matéria.

Marco histórico – O deputado Wellington Prado, presidente da Comissão especial de Acompanhamento às Ações de Combate ao Câncer no Brasil, ressaltou que a criação da comissão representa um marco histórico na luta em prol do aprimoramento do tratamento de câncer, no Brasil.

“A instalação dessa comissão é um marco histórico. Em apenas seis meses de funcionamento realizamos 17 reuniões em Brasília. O Seminário que realizamos hoje, junto com o deputado Hildo Rocha, membro da comissão que fez a solicitação para que a Comissão viesse ao Maranhão é o primeiro fora do Distrito Federal”, enfatizou.

Fundo Estadual de Combate ao Câncer – Prado enalteceu a iniciativa do então deputado estadual Eduardo Braide, autor do projeto de lei que culminou na criação do Fundo Estadual de Combate ao câncer.

“Quando eu vim para o Maranhão trouxe comigo uma pergunta. Porque o Maranhão é o único Estado da Federação onde os pacientes que necessitam de medicamentos para tratamento de câncer recebem os remédios sem ter que recorrer à justiça. Fiquei sabendo, pelo secretário de saúde, Carlos Lula, que é porque existe o Fundo Estadual de Combate ao câncer que assegura os recursos financeiros para a compra dos medicamentos. Esse é um ponto positivo que merece ser destacado. Outro ponto que também merece o nosso reconhecimento, é o Estatuto da Pessoa com Câncer, de Eduardo Braide que aprovamos recentemente”, comentou Weliton Prado.

 

O prefeito Eduardo Braide lembrou que um dos grandes problemas da política de enfrentamento do câncer está no subfinanciamento do SUS.

“Foi por isso que aqui no Maranhão tomamos a iniciativa de criar o Fundo Estadual de Combate ao Câncer. Inspirado nessa iniciativa exitosa, quando fui eleito deputado federal lancei Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 60/20 recomendando a criação do Fundo Nacional de Prevenção e Combate ao Câncer, medida que ainda tramita na Câmara dos Deputados”, enfatizou Braide.

 

O Senador Wewerton Rocha, parlamentar que liderou o processo de instalação do Hospital de Amor de Imperatriz, destacou que de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a partir de 2030, de cada duas mortes no mundo uma poderá ser em consequência de câncer.