12/02/2019

Equipe do Coren-MA realiza força-tarefa em unidades de saúde no interior do estado

Foram fiscalizadas 14 unidades de saúde, entre os municípios Zé Doca, Bom Jardim, Pindaré-Mirim e Santa Inês

A equipe do Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão intensificou na semana passada o cronograma de ações fiscalizatórias no interior do estado, para apurar denúncias sobre o exercício profissional da enfermagem. Ao todo 14 unidades de saúde foram fiscalizadas, nos municípios de Zé Doca, Bom Jardim, Pindaré-Mirim e Santa Inês.

O trabalho da equipe iniciou na cidade de Zé Doca, fiscalizando quatro unidades de saúde da região. Em visita ao Hospital Municipal Dr. Isaías, foi relatado que enfermeiros estariam realizando suturas e auxílio-cirurgia, assim também como havia somente um enfermeiro para todos os setores no turno noturno e fins de semana. Na Unidade Básica de Saúde (UBS) Edla de Almeida Costa, foi constatado que os técnicos de enfermagem em um dia na semana, trabalham sem a devida supervisão do profissional enfermeiro. As UBS Maria Rolim e Dr. Luís Henrique Braga Polary também foram fiscalizadas.

Em seguida, a equipe visitou o Hospital Municipal Adroaldo Alves Matos e a Unidade Básica de Saúde (UBS) Antônio Muniz Alves, no município de Bom Jardim. Nos dois locais foi informado que os enfermeiros realizam o processo de sutura durante o expediente, na UBS Antônio Alves às sextas-feiras, os técnicos de enfermagem trabalham sem supervisão de um enfermeiro. Em Pindaré-Mirim, no Hospital e Maternidade Governador José Sarney também foi relatado que enfermeiro realiza sutura.

Na cidade de Santa Inês, a equipe do Coren-MA fiscalizou o Hospital Santo Antônio, e não encontrou enfermeiro (a) no local, pois o profissional estava viajando. Em alguns períodos somente técnicos de enfermagem atuavam na instituição. No Hospital Municipal de Santa Inês, foi constatado ausência de enfermeiro (a) no Centro Cirúrgico (CC) e na Central de Materiais e Esterilização (CME). Diante disso, uma profissional técnica de enfermagem exercia a função de coordenadora dos setores. Além das duas unidades, foram vistoriados ainda o Hospital Macrorregional Tomás Martins e as UBS São Benedito, Sabbak e Palmeira.

Todas as 14 unidades fiscalizadas apresentaram inexistência do cálculo de dimensionamento, em algumas entidades, há ausência ou inadequação na escala de serviços de enfermagem e registros relativos à saúde. A equipe do Coren-MA notificou e estabeleceu um prazo para que as irregularidades encontradas sejam sanadas.

Estiveram presentes as fiscais Juliana Rolim, Milene Barreto e o conselheiro Reginaldo Espíndola.